terça-feira, Março 20, 2007


sexta-feira, Março 16, 2007

Jennifer is said... SOCORRO!

Começa a ser uma coincidência inquietante: sempre que ligo o rádio do local de trabalho, o qual como de costume está sintonizado na RFM - não por mim... - surge-me a música do Lloyd Cole, "Her name on you". Conclusão já desde os famigerados e saudosos 80's que eu não suporto ouvir falar na Jennifer.

domingo, Março 11, 2007

Para que não esqueçamos

sábado, Março 10, 2007

Julee Cruise - Falling

Na sequência do post anterior, o qual me despertou saudades diversas, decidi colocar aqui de novo uma das vozes mais bonitas que conheço.

Blue Velvet - Mysteries Of Love

A propósito da recente iniciativa em Lisboa sobre o beijo, aproveito para postar aqui um dos mais belos beijos que vi em cinema... na minha modesta e inculta opinião, claro está.
É que se trata de um dos filmes mais marcantes da minha vida, o Blue Velvet, ao som da voz inconfundível e hipnotizante de Julee Cruise, num dos belos temas do genial Angelo Badalamenti (que de resto merece tanto a mesma homenagem prestada por Hollywood a Moricone, estarei atento...).

terça-feira, Março 06, 2007

Imutabilidades

Foto de Rene Burri
Havana. Plaza José Marti

Cuba Libre um poema de Ernest H. Crosby, do livro, Captain Jinks, Hero, 1902

When we sailed from Tampa Bay,

"Cuba Libre!"

And our ships got under weigh,

"Cuba Libre!"

As we floated down the tide,

Crowding to the steamer's side,

You remember how we cried,

"Cuba Libre!"
When we spied the island shore,

"Cuba Libre!"

Then we shouted loud once more,

"Cuba Libre!"

As we sank Cervera's ships

Where the southern sea wall dips,

What again was on our lips?

"Cuba Libre!"
These are foreign word, you know

- "Cuba Libre!"

That we used so long ago;

"Cuba Libre!"

And in all the time between

Such a lot of things we've seen,

We've forgotten what they mean

"Cuba Libre!"
Let us ask the President,

"Cuba Libre!"

What that bit of Spanish meant,

"Cuba Libre!"

Ask McKinley,

Root and Hay

What on earth we meant to say,

When we shouted night and day

"Cuba Libre!"
But alas!

They will not speak

"Cuba Libre!"

For their memories are weak,

"Cuba Libre!"

If you have a lexicon,

Borrowed from a Spanish don,

Send it down to Washington,

"Cuba Libre!"

quinta-feira, Março 01, 2007

Manuel Bento (1948-2007)

Não sou benfiquista, mas Bento é uma personagem que esteve em grande plano na minha infância e tenra adolescência, pois não se imaginava baliza do Benfica ou da Selecção sem este rezingão, tipicamente portuga, lá a guardá-la, sendo-lhe depositada uma confiança sem limites. Era a primeira imagem que nos aparecia quanda a baliza do Benfica (nas competições internacionais, pois nas de cá queria é que ele mamasse golos) ou da Selecção estava em apuros.

sexta-feira, Fevereiro 23, 2007

Zeca Afonso


Não custa sonhar com um mundo melhor
Mérito é cantá-lo com a tua poesia e a tua voz
Nem que seja o maior logro do mundo
Ele torna-se belo na tua música.

sábado, Fevereiro 17, 2007

Amendoeira em flor

Foto de Victoria Snowber

Dedicada aos que anseiam a Primavera. A amendoeira antecede a Primavera e vence rigores de Inverno florescendo antes do tempo. Belo símbolo para todos os precipitados e precoces deste mundo...

terça-feira, Fevereiro 13, 2007

Poema de amor perdido no asfalto



Esta madrugada

silêncio vindo do nada

Busca alguém adormecido

E a tormenta sem ruído


Céu que brilha

Estrela que foge

Paixão e maravilha


Daquela rapariga

Que transpira o calor

O namorado solta o fragor

Da volúpia que abriga...


Um amor


Que se perdeu no escuro

Das trevas da paixão, inseguro


Num turbilhão

Morreu com a velocidade

Com que tanto quis viver

Numa imensidão...


E só o espírito viu...

O amanhecer.





sábado, Fevereiro 10, 2007

Imprensa científica de alto nível

No 24 Horas
As princesas também choram
A princesa Letizia de Espanha viveu ontem um dos dias mais difíceis da sua vida, em que se despediu da sua irmã mais nova. Foi visivelmente transtornada que Letizia se dirigiu à imprensa espanhola, ontem à tarde:
ver mais aqui

Eu pensei que quando alguém pertencesse a uma família real, neste caso por via do casamento, não fosse capaz de chorar! Até mesmo, desculpem-me o termo, nem precisasse de mijar... Pois famílias reais e líquidos são coisas que nem sempre ligam bem. O que vale é que temos boa imprensa científica nacional a elucidar-nos sobre estas coisas. A National Geographic e a Science e Vie que se cuidem!

quinta-feira, Fevereiro 08, 2007

E agora... algo abaixo de cão

O facto de se ser cronista social e autora de uma coluna sobre etiqueta, com cartas inventadas de leitores, não justifica cretinices abjectas como esta:



terça-feira, Fevereiro 06, 2007

Um ano! Eia, eia!

Este blogue está neste preciso momento a fazer um ano de existência. Começou assim:

http://sonhosedeliriosdeumainsonia.blogspot.com/2006/02/ol-mais-um-blog-feito-de-letras-e.html

Desde aí tem mantido alguma regularidade, e a asiduidade dos posts tem vindo a crescer. Além disso já gozou da sensação da maternidade pois deu origem a dois outros o Felixmundo e O Parcial, cuja temática e estilo eu quis separar do Sonhos.

No entanto este é a matriz e por isso há-de ser sempre o projecto principal, nem que seja por ser o mais antigo e o primeiro.

Estou muito grato a todos quantos visitaram e visitam este blogue e o enriqueceram com seus comentários. Assim por ordem cronológica (do primeiro comentário que colocaram) agradeço a:

Marlene, Helô, Zealot, Solas na Mesa, Cristina Vieira, Sininho, Fernando Rogério, Rosalina, Pequena Papoila

Por qualquer omissão peço imensa desculpa, pois terá sido falha do departamento de estatística daqui da casa que, diga-se, é assim um bocado prò biruta...

Espero daqui por um ano estar a agradecer a estas mesmas pessoas e a muitas mais pelo decorrer de um outro ano cheio de inspiração e de transpiração blogária.

sábado, Fevereiro 03, 2007

Nelson d'Aires: ainda no paraíso


Imagens de sonho. Temos um excelente fotógrafo artístico em Portugal.

Anoitecer no Douro photo - Dias dos Reis photos at pbase.com

Anoitecer no Douro photo - Dias dos Reis photos at pbase.com

Excelentes fotos, estas de Dias dos Reis. Não há palavras que descrevam a beleza do Douro, aproveitemos a poesia da imagem real.

quinta-feira, Fevereiro 01, 2007

Fiama Hasse Pais Brandão (1938-2007)

A um poema


A meio deste inverno começaram
a cair folhas demais. Um excessivo
tom amarelado nas imagens.
Quando falei em imagem
ia falar de solo. Evitei o
imediato, a palavra mais cromática.

O desfolhar habitual das memórias é
agora mais geral e também mais súbito.
Mas falaria de árvores, de plátanos,
com relativa evidência. Maior
ou menor distância, ou chamar-Ihe-ei
rigor evocativo, em nada


diminui sequer no poema a emoção abrupta.
Tão perturbada com a intensa mancha
colorida. Umas passadas hesitantes.
entre formas vulgares e tão diferentes.
A descrição distante. Sobretudo esta
alheada distância em relação a um Poema.

FIAMA HASSE PAIS BRANDÃO
Três Rostos

sexta-feira, Janeiro 26, 2007

Tom Jobim - Luiza (ao vivo)

Farias hoje 80 anos. Isso não importa para nada, a não ser um pretexto bem "embrulhado" para dizer que tenho saudades tuas. Que mania de parvoíce esta de os nossos escritos obedecerem a efemérides, como se tivéssemos de esperar por aniversários de nascimento ou de morte para homenagearmos aqueles que significam muito para nós.
Deixa para lá, parabéns Tom!

sábado, Janeiro 20, 2007

Livro



Um relato desassombrado de quem quis ver com os próprios olhos o mundo não ocidental, o "outro mundo", para uns o "Eixo do Mal", para outros "as vítimas do imperialismo".

segunda-feira, Janeiro 15, 2007

O meu voto


Os homens são do tamanho dos valores que defendem. Aristides de Sousa Mendes foi, talvez por isso, um dos poucos heróis nacionais do século XX e o maior símbolo português saído da II Guerra Mundial. Em 1940, quando era cônsul em Bordéus, protagonizou a "desobediência justa". Não acatou a proibição de Salazar de se passarem vistos a refugiados: transgrediu e passou 30 mil, sobretudo a judeus. Foi demitido compulsivamente. A sua vida estilhaçou-se por completo. "É o herói vulgar. Não estava preso a causas. Estava preso a uma questão fundamental: a sua consciência", afirma o jornalista Ferreira Fernandes. Ver mais aqui

sábado, Janeiro 13, 2007

Até que enfim que a subversiva da ciência fez a vontade ao "Nosso Senhor"...

TSF Online: "Vaticano aplaude nova fonte de células estaminais
A Igreja aplaude a descoberta de uma nova fonte de células estaminais - no líquido amniótico - que não recorre a embriões humanos mortos. A notícia das células amnióticas foi avançada este domingo pela revista Nature Biothecnology."

terça-feira, Janeiro 09, 2007


A concha
A minha casa é concha. Como os bichos
Segreguei-a de mim com paciência:
Fechada de marés, a sonhos e a lixos,
O horto e os muros só areia e ausência.

Minha casa sou eu e os meus caprichos.
O orgulho carregado de inocência
Se às vezes dá uma varanda, vence-a
O sal que os santos esboroou nos nichos.

E telhadosa de vidro, e escadarias
Frágeis, cobertas de hera, oh bronze falso!
Lareira aberta pelo vento, as salas frias.
A minha casa... Mas é outra a história:
Sou eu ao vento e à chuva, aqui descalço,
Sentado numa pedra de memória.

Vitorino Nemésio

domingo, Janeiro 07, 2007

Quem nos dera a nós fracos conseguir acreditar em nossos mestres


Aquele que se tenha erguido acima do cesto das esmolas e não se tenha contentado em viver ociosamente das sobras de opiniões suplicadas, que pôs a funcionar os seus próprios pensamentos para encontrar e seguir a verdade, não deixará de sentir a satisfação do caçador; cada momento da sua busca recompensará os seus dissabores com algum prazer; e terá razões para pensar que o seu tempo não foi mal gasto, mesmo quando não se puder gabar de nenhuma aquisição especial.
John Locke, in 'Ensaio Sobre o Entendimento Humano'

segunda-feira, Janeiro 01, 2007

Amanhecer de um novo ano






Posted by Picasa

sábado, Dezembro 30, 2006

3D blender particle fireworks

A todos os visitantes deste blogue, o Sonhos... deseja um feliz 2007, cheio de inspiração e expiração e muita transpiração blogária!

segunda-feira, Dezembro 25, 2006

James Brown - Sex Machine

Morreu hoje este animal de todos os palcos que o mundo pode sonhar ter e vir a ter...

Boxing day e o futebol luso


Engraçadas algumas ideias que alguns "idiotas" querem importar da "estranja" sem se preocuparem com os mais que prováveis anacronismos. O futebol profissional no nosso país soma dezenas de anos, e as preocupações empresariais dos clubes, devido a problemas de sustentabilidade, vêm desde antes dos anos 80, desde que me lembre...
Pois parece que alguns iluminados, em puro fenómeno mimético, vão em rebanho entusiasmado descobrindo e querendo importar à viva força tradições porvenientes de culturas e contextos muito diferentes do nosso. É o caso do mais que propalado Boxing Day mais os respectivos eventos desportivos que lhe são inerentes.
Parece que não conhecem o seu país no qual a tradição natalícia é ficar em casa e o adormecimento completo da vida citadina e o facto de se querer comprar um jornal ou mais uma garrafa de água ou vinho esquecidas é uma tarefa quase impossível; em que o campeonato é tão fraco e medíocre que os únicos clubes com poder de mobilização não completam uma mancheia; e em resultado disto seja no Natal, na Páscoa ou no S. João os estádios estão de modo geral vazios em dias de jogos que não envolvam esses mesmos clubes; em que a tradição do proteccionismo laboral é de um conservadorismo agressivo, e o quebrar de direitos adquiridos como folgar no Natal ou em honra de um qualquer santo local é visto como uma violação inaceitável ao direito dos trabalhadores, sejam eles jogadores de futebol, empregados de café, restaurante, quiosque, etc. que se vissem forçados a trabalhar nesses dias de jogo em consequência lógica do mesmo.
Acho é piada como os respectivos iluminados se julgam descobridores da pólvora, incluindo o presidente da FPF, Gilberto Madail, que ao fim de mais de dez anos de presidência deste organismo máximo do futebol nacional descobriu a galinha dos ovos de ouro e o desperdício de um possível dia cheio de futebol, espectadores e respectivos ganhos. Pior que não conhecer as tradições e hábitos alheios é o ridículo de não conhecer os do próprio meio em que se está inserido.

Tarde mas a horas...


Uma vez que ontem não pude vir aqui, aproveito hoje, que já estão todos na ressaca da consoada, desejar muito boas festas aos leitores daqui do Sonhos... e que façam bom proveito do "farrapo velho" e do bolo rei e demais iguarias.

quarta-feira, Dezembro 20, 2006

Flinstones

Nos meus tempos de miúdo os Flinstones fumavam. Já foi há algum tempo foi... O respectivo autor da bonecada, Joseph Barbera morreu anteontem com 95 anos.

sábado, Dezembro 16, 2006

Delírio revolucionário







Fotos de Henri Cartier Bresson, em Xangai, anos 50, na tomada da cidade após a Grande Marcha liderada por Mao Tsé Tung
Há indíviduos que fazem a história, os povos fazem tudo o resto e os sonhos tornam-se pesadelo ao longo dos tempos.



domingo, Dezembro 10, 2006

Novo filhote, cutchi, cutchi!...

Aqui o Sonhos deu origem um outro filho seu na blogosfera. Aliás o autor parece-se com algo no período de gestação devido à sua generosa pretuberância abdominal, mas na verdade pretende-se aliviar aqui os Sonhos de determinados temas e criar um espaço próprio para falar de um dos meus assuntos favoritos: política, nem mais. E assim nasceu O Parcial, que tal como o nome indica de imparcial não tem nada. Ai não tem não, pois se tivesse nem dava para aguçar a curiosidade do leitor que, me diz aqui o Mindinho, não gosta chatos. E o que é um imparcial se não um grande chato?

Para desenvolvimento futuro e arquivado temporariamente ficou o Vitriólico, cuja temática nem sempre é fácil de ser abordada.